Centro serviços em Pirituba

pirituba01

Este é um projeto que fizemos para um pequeno centro de serviços em São Paulo. O térreo é ocupado por três lojas grandes, com pés-direitos diferentes em função da posição no terreno e do nível de entrada, e dois andares de salas para escritórios com planta livre, divisíveis conforme necessário no futuro.

Este projeto é baseado em vários conceitos muito preciosos para nós, todos fortalecendo a interdependência entre diferentes sistemas, como entre as pessoas da cidade e o projeto, ou entre os usuários do projeto e a vegetação.

pirituba02

O projeto é intencionalmente muito simples, tanto na forma quanto no funcionamento. Uma simples estrutura de concreto, sem acabamento, suporta duas lajes. Nessas duas lajes, caixas metálicas leves abrigam os escritórios, e os espaços entre elas formam terraços. O todo é abrigado do sol por telhado e cortinas verdes.

Um ponto fundamental do projeto é que ele amplia o espaço público. Ao invés de apresentar uma simples fachada ao longo da calçada, ele traz as pessoas para dentro do terreno, onde cria uma série de pequenos espaços adicionais diferentes que apostam na diversidade em vez de um grande espaço, à maneira de um parklet.

pirituba03

O espaço central, apesar de ser ocupado por um estacionamento, providencia outros elementos interessantes: seu tamanho e o fato de estar diretamente em contato com o solo permite o plantio de árvores de grande porte, protegendo todo o espaço público abaixo do sol e da chuva, e dando aos escritórios a maravilhosa qualidade de ficar “dentro das árvores”.

Isto tambem contribui a formar um ecossistema próprio nos andares superiores, que, junto com o sistema modificável e reconfigurável das caixas metálicas, cria um ambiente adaptável e protegido, que dispensa o uso de ar condicionado.

Os recuos nas laterais e no fundo do terreno são obviamente deixados livres e cultivados, pois achamos que este é o verdadeiro sentido deles: permitir que ecossistemas naturais se conectem e circulem ao redor das construções.

pirituba04

A circulação vertical – entre o estacionamento, térreo e andares de escritórios- é aberta, é feita com equipamento industrial (escadas, passarelas e elevador), que pode ser integralmente produzido em fábrica e incorporado no projeto em uma única vez.

O projeto é mais concebido para ser um sistema configurável e reprogramável, do que um edifício estático, acabado, imutável.

pirituba05

pirituba06

pirituba07

pirituba08

pirituba09

Leave a Reply